Trabajo

Ecology of Mabuya agilis (Squamata: Scincidae) from a montane atlantic rainforest area in Southeastern Brazil

; ; ;

Cuadernos de Herpetología 17 (1-2): 101-109, 2003 davor@centroin.com.br

Resumen

Alguns aspectos da ecologia (principalmente reprodução e dieta) do lagarto scincídeo Mabuya agilis foram estudados com base em amostras mensais realizadas de dezembro de 1997 a abril de 1999 em uma área de floresta tropical serrana no estado do Espírito Santo, sudeste do Brasil. Dos 197 espécimes coletados, 82 eram machos, 110 eram fêmeas, e o resto não pôde ser corretamente sexado. Lagartos variaram em comprimento rostro-coacal de 30 a 96 mm e foram sexualmente dimórficos em tamanho, com fêmeas atingindo maiores tamanhos que machos. A menor fêmea grávida mediu 54.0 mm. O tamanho da ninhada para 49 fêmeas grávidas variou de 2 a 9 (média = 5.7) e esteve positiva e significativamente relacionado ao tamanho dos lagartos. As presas dominantes na dieta de M. agilis foram baratas, ortópteros e aranhas. A população de M. agilis aqui estudada diferiu de outras populações conspecíficas previamente estudadas em hábitats de «restinga» nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, sendo que os indivíduos crescem a tamanhos maiores e a fecundidade é mais alta, possivelmente devido a uma maior disponibilidade de alimento no hábitat de floresta tropical serrana

Palabras clave:

lagarto; Mabuya agilis; reprodução; dieta; floresta Atlântica; Brasil

Recibido: 12 Dic. 2002 ▪ Aceptado: 10 May. 2003

Editor Asociado: V. Abdala
Teixeira, R.L.; Rocha, C.F.D.; Vrcibradic, D. & Cuzzuol, M.G.T. 2003. Ecology of Mabuya agilis (Squamata: Scincidae) from a montane atlantic rainforest area in Southeastern Brazil. Cuadernos de Herpetología 17: 101-109.